terça-feira, 23 de junho de 2009

Resumo: Reino Fungi


REINO FUNGI


O Reino Fungi compreende os organismos eucariontes, heterotróficos que se alimentam de nutrientes absorvidos do meio, com espécies unicelulares e multicelulares formadas por filamentos denominados hifas. São conhecidos popularmente por leveduras (fermento), bolores, mofos, cogumelos e orelha-de-pau.


Existem espécies de vida livre ou associadas (em simbiose) com outros organismos, como por exemplo, os liquens, uma relação harmônica interespecífica de fungos e algas. Contudo, algumas espécies são parasitas, mantendo relações desarmônicas com plantas e animais. A maioria é saprofágica, alimentando-se da decomposição de cadáveres.

É um grupo bastante numeroso, formado por cerca de 200.000 espécies espalhadas por praticamente qualquer tipo de ambiente. Acredita-se que o maior ser vivo existente hoje na Terra seja o fungo Armillaria ostoyae com idade estimada entre 400 e 1000 anos. Os filamentos deste fungo estendem-se por uma área de 6 milhões de metros quadrados, sob o solo de uma floresta norte-americana.

Organização Corporal

Fungos multicelulares são constituídos por filamentos ramificados – hifas. O conjunto de hifas formam o micélio.

Uma hifa é um tubo microscópico que contém o material celular do fungo.
A hifa pode ser:

  • Cenocítica: tubos contínuos sem divisões transversais, preenchidos por uma massa citoplasmática com centenas de núcleos.
  • Septada: apresentam redes transversais (septos) delimitando compartimentos celulares com um ou dois núcleos, dependendo do estágio do ciclo sexual.
Durante o processo de reprodução sexuada de muitas espécies de fungos surgem os corpos de frutificação, dos quais os cogumelos e orelhas-de-pau são os exemplos mais conhecidos.



Classificação do Reino Fungi


A classificação dos quatro Filos obedece a critérios reprodutivos (diferença entre as estruturas reprodutivas), com ciclo de vida em duas fases: uma assexuada e outra sexuada.

Na assexuada formam-se esporos por divisões mitóticas, podendo essa fase se prolongar por indeterminado período em resposta às alterações ambientais, aguardando estímulo para desencadear o início da fase sexuada, por divisão meiótica.

Dessa forma, o Reino Fungi se subdivide nos Filos:


FILO CHYTRIDIOMYCOTA: unicelulares ou filamentosos (hifas cenocíticas). Apresentam flagelos em algum estágio do ciclo de vida. Ex.: Phytophthora infestans.


FILO ZYGOMYCOTA: Hifas cenocíticas. Formam esporos sexuados chamados zigósporos. Sem corpo de frutificação. Ex.: Rhizopus nigricans, um bolor negro do pão.


FILO ASCOMYCOTA: Hifas septadas. Formam esporos sexuados chamados ascósporos, em células especializadas chamadas ascos. Algumas espécies formam corpo de frutificação (ascocarpo ou ascoma). Ex.: Saccharomyces cerevisae (fermento de padaria ou lêvedo de cerveja).


FILO BASIDIOMYCOTA: Hifas septadas. Formam esporos sexuados chamados basidiósporos, em células especializadas chamadas basídios. Algumas espécies formam corpos de frutificação (basidiocarpo ou basidioma). Ex. Agaricus sp. (champignon).




Importância dos Fungos

- Os fungos, juntamente com as bactérias do solo, fazem a decomposição de cadáveres de aimais e de plantas. Nesse papel de decompositores da cadeia alimentar, eles permitem a reciclagem dos elementos químicos que constituem a matéria orgânica.

- São utilizados na fermentação do pão e na produção de bebidasalcoólicas. Além disso, eles emprestam um sabor característico aos queijos roquefort, camembert, gorgonzola entre outros, sem falar na utilização de fungos diretamnte na alimentação, como é o caso dos famosos champignons.

- Têm importância médica pois podem causar doenças no homem, nos vegetais e nos animais. As doenças causadas por fungos recebem o nome de micoses. As principais micoses humanas são: o sapinho, a frieira e as micoses de pele. Nos vegetais os fungos podem causar doenças como: a "ferrugem" e o "carvão".


- Ainda temos os fungos do gênero Penicillium, que são empregados na fabricação de antibióticos naturais.

Por que cresce a massa do pão?

O fermento biológico é um tipo de fungo utilizado desde a Antigüidade na produção de pães e bebidas alcoólicas. Somente com o uso do microscópio verificou-se que o fermento é constituído de seres vivos, unicelulares que se produzem por esporos e brotamento.

O fermento colocado na massa do pão alimenta-se dela e produz gás carbônico. Com a formação de bolhas de gás carbônico no interior da massa, esta aumenta de volume e se torna porosa, originando um pão macio.

A técnica de produção de bebidas alcoólicas é semelhante. O fungo presente no caldo da cana, no suco da uva ou em outro líquido açucarado ituliza o açúcar como alimento e realiza sua fermentação. Nesse processo são liberados gás carbônico e álcool. Assim, do suco de uva produz-se vinho e do caldo de cana produz-se cachaça.

6 comentários:

  1. parabens seus alunos devem gostar muito das suas aulas ...obrigado pelo resumo...amo biologia ...

    ResponderExcluir
  2. Parabens adorei seu resumo e muito coerente todos professores deveriam fazer a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  3. Lindo eu não conhecia fotos assim dos fungos, você é brilhante, continue assim, é bom dividir o que sabe, obrigada aprendi nuito com essas explicações.

    ResponderExcluir
  4. adorei seu resume aprindi muita coisa

    ResponderExcluir
  5. adorei belo resumo

    ResponderExcluir
  6. muito bom pena que minha professora dessa materia ñ e assim

    ResponderExcluir